DESBLOQUEAMENTO DE VIATURA

Ontem, dia 2 de Outubro de 2018, fui a meio da tarde, ao balcão da EMEL na loja do Cidadão das Laranjeiras para alterar a residência e pagar a renovação de dela de residente cuja validade expirava a 06-10-2018. Fui atendido no posto 2 por um funcionário que me disse que nada poderia fazer sem que eu tivesse comigo o selo do carro.
Perguntei-lhe como seria possível apresentar o selo já que o carro só poderia estar estacionado com o referido selo. Disse-me, então, que era absolutamente necessário ler o código de barras do selo.
Dada a intransigência da situação e não tendo alternativa, fui forçado a hoje de manhã, 3-10, retirar o selo do carro e dirigir-me novamente ao balcão EMEL das Laranjeiras para resolver o problema: alterei a morada que continua a pertencer à mesma zona e paguei a renovação do selo.
Enquanto isto se passava, o meu carro foi bloqueado.
Assim que cheguei a casa e fui confrontado com tal situação, telefonei para o serviço de desbloqueamento. De seguida, liguei para falar com um operador a quem expus o ocorrido. Disse-me que não tinha meios para saber qual a chefia da equipa de desbloqueamento e que o melhor seria pagar e posteriormente reclamar.
A equipa de desbloqueamento ( Gonçalo Rodrigues e Carla Martins) chegou, expus-lhes o que se passava mas apesar da boa vontade que demonstraram, não tinham autoridade para proceder ao desbloqueamento pelo que telefonaram ao chefe de equipa ( Rui Nunes). A resposta que obtiveram foi que a única maneira de desbloquearem era pagar e, depois, logo reclamar.
Voltei a ligar e fui atendido pela funcionária Luísa Teixeira com quem estive ao telefone durante 23 minutos e 9 segundos até às 13h22m. Prestei todos os esclarecimentos e informações de que dispunha. No final a mesma resposta – pagar e depois reclamar, Perante a falta de solução, solicitei falar com algum superior ou que transferisse a chamada para outro departamento. A funcionaria recusou qualquer destes pedidos e inclusivamente numa ameaça velada informou-me que se não pagasse, o carro seria rebocado e que tinha ordens para terminar de imediato a chamada.
Dada a flagrante injustiça devida a uma inflexibilidade perante a situação, e como preciso urgentemente do carro, solicito a resolução deste problema em que me vejo envolvido por uma série de indicações da própria EMEL.
COMO PODERIA APRESENTAR O SELO SEM O TIRAR DO CARRO?
ESTOU A SER PENALIZADO POR CUMPRIR AS MINHAS OBRIGAÇÕES DE RESIDENTE PORTADOR DE UM SELO DE ESTACIONAMENTO

Reclamação De: Luís Manuel Henriques Leitão
Email: <lleitao@iol.pt>
Nome da Empresa a quem esta reclamação se dirige: EMEL


Publicado em Sem categoria

Deseja eliminar a sua reclamação por algum motivo? Basta para isso enviar-nos um email a indicar qual a reclamação a eliminar para reclamacoes.net@sapo.pt

Reclamações: Empresas de A a Z